Quais são os exames utilizados para identificar tendinite?

Tendinite é o nome que se dá a uma inflamação no tendão. O quadro provoca dores intensas e inchaço, podendo acometer qualquer parte do corpo, embora seja mais comum na região dos joelhos, tornozelos, ombros e punhos. Saiba mais sobre esse problema e quais são os melhores exames para diagnosticá-lo.

Qual a função do tendão?

O tendão é uma estrutura de tecido conjuntivo, cuja principal finalidade é fazer a ligação entre osso e músculo. Por isso, ele é crucial na realização dos movimentos, uma vez que é quem transmite a força de contração para o osso, permitindo que ele se mova. Ele também contribui para o equilíbrio do corpo.

Em praticamente todas as articulações do ser humano, os tendões estão presentes, e é por isso que a tendinite pode se manifestar nas mais diferentes partes do corpo.

Qual é a causa da tendinite?

Na maior parte dos casos, a inflamação no tendão acontece quando esse é sobrecarregado, por trauma ou eventualmente uma doença reumatica. Ressalte-se que ele não é tão resistente quanto o osso e também não apresenta a mesma elasticidade do músculo. Por isso, toda vez que se exerce um impacto muito alto sobre uma articulação, há grandes chances de que o tendão seja a estrutura mais prejudicada.

A inflamação no tendão pode acontecer por falta de alongamento (não só para a prática de atividades físicas, mas até no dia a dia); movimentos repetitivos; erros posturais; excesso de prática de esportes; falta de orientação correta; e até estresse, que deixa os músculos contraídos, podendo afetar essas estruturas.

Exames para diagnóstico

Quando o paciente procura um especialista por estar com dor e/ou inchaço nas articulações ou regioes de tendão, frequentemente só a observação da área afetada  e o relato já podem ser suficientes para que o médico saiba que se trata de um caso de tendinite.

Além disso, os testes físicos realizados no próprio consultório, para avaliar até que ponto o paciente consegue movimentar a articulação e qual a limitação dele, também são essenciais. O médico também pode solicitar um exame de diagnóstico por imagem, que vai confirmar a presença da inflamação e mostrar a gravidade do quadro.

A ultrassonografia é um dos exames mais comuns. No entanto, não é tão detalhada e pode não identificar a inflamação, especialmente se for do tipo mais leve. O ultrassom das articulações não exige nenhum preparo específico.

Já a ressonância magnética mostra todas as estruturas com muito mais precisão, tornando as inflamações do tendão mais evidentes para o médico. Para esse tipo de avaliação, costuma ser solicitado um jejum de pelo menos 4 horas, mas é preciso confirmar no momento do agendamento, visto que, dependendo da parte do corpo, pode ser de mais tempo.

A combinação do relato do paciente, os testes físicos feitos no consultório e o exame de diagnóstico por imagem vão fornecer ao médico informações suficientes para identificar a tendinite e prescrever o melhor tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como reumatologista em Manaus!

Comentários

Posted by Dr. Antonio Luiz Boechat